Passo a frente com a nuca roxa

Salve Salve galera, tudo bem?

Nerd Athlete Lies Exhausted in Green Grass Royalty Free Stock Photo

 

Mais alguns passos foram dados rumo ao meu objetivo. Esse final de semana foi um desses passos firmes e para frente.

Depois de algumas semanas com certa regularidade nos treinos e com a volta da corrida na minha rotina, começo a sentir o peso dos treinos. Fiz uma alteração nos treinos da natação, mudei para os treinos da Martinha ao invés do Bruno, a diferença que o Bruno faz um treino mais rodado e a Marta mais focada em águas abertas e mais fortes. A ideia é dar mais intensidade e aumentar o volume a partir de agora, inclui a natação também na sexta-feira, ficando 3 vezes na semana. Depois de me acostumar ao novo ritmo e diminuir as sessões da físio, acredito que já no fim de março, farei mais uma vez na semana (bem rodado) para o aumento do volume.

Neste sábado passado, rolou uma prova no lago do Wet’n Wild,como fica nas margens da Bandeirantes e eu já iria pedalar lá , aproveitei para fazer um treino e sair para pedalar. A ideia em si foi ótima, mas algumas coisas aconteceram que dificultaram um pouco o processo. A natação em si foi bemmm tranquila, não tinham os 1800 metros, na verdade não sei quanto tinha , acho que uns 1500, mas sei dizer que nadei bem solto , tranquilo em 27 minutos, que é bem próximo ao meu tempo, nadei fácil!!

Depois me encapotei todo, muito protetor, pois o sol estava muito forte e segui para o pedal de 130 km. Detalhe, esqueci de passar na nuca. Desde o acidente essa foi à primeira vez que pedalei sozinho, estava um pouco inseguro, mas vamo que vamo.

Segui em frente e ao invés de fazer duas ou mais voltas resolvi seguir 65 km à frente, “bater piks” e voltar, assim não teria chance de fraquejar. Só não contava com alguns detalhes, como a chuva por exemplo.

Tomei 3 chuvas de verão na cabeça que foram bem complicadas, a sensação do chão encharcado , vento e água na cara , com o caminhão passando ao seu lado com o jato   d´água , NÃO É NADA AGRADÁVEL !!!!!!! Para melhorar entre os períodos de chuva abria um sol venenoso que ardia muito, e fazia subir um bafo MUITO, mas MUITO desagradável. Para completar a excelente ideia, furaram 4 pneus.

Chegando ao estacionamento do Wet’n Wild, corridinha lá dentro mesmo e a feliz surpresa que custa 40.00 reais o estacionamento!!!! PQP

Resultado, 128 km de sofrimento, mas ao mesmo tempo de uma satisfação de dever cumprido, de vencer as intempéries do treino, conquista e que um passo foi dado com louvor, mas com a nuca roxa!!!

Que venha o carnaval e os muitos km´s pela frente.

Boa semana

Anúncios

Quem foi rei do jacaré nunca perde a majestade #sqnao

Não ia escrever este post , o tema era outra na verdade , mas acabei escrevendo um e-mail contando como foi a minha última prova em Santos , pelo menos por um tempo.

Mas antes vale refrasear o amigo Dalton Cabral lá de Manaus , que uma vez disse “o meu equipamento é caro e de última geração… mas os meus sonhos e o meu amor pelo triathlon não tem preço!”

Segue na íntegra :

E ai Fe como foi a prova ? Ouvi uns comentários no Face , deu muita confusão ?

Confusão ? Imagine !!!

Cheguei mega cedo lá , acho que fui um dos primeiros por conta do horário de verão.

Coloquei minhas coisas  na área de transição , que havia só uma pessoa , nem levei o tênis , uma vez que não iria correr, assim não tinha o risco de animar , fazer e me ferrar. Afinal o fim da lesão está quase lá, mesmo porque depois ia tomar bronca do Gustavo Maglioca e do Ricardo Hrish , to fora !!!

Já fui  colocando minha rupa de borracha e fui para praia , assim já sentiria o drama do mar logo , aquecia e ficava resolvido isso. 
Ao chegar na praia vejo dois surfistas me olhando e falando assim : Onde vc vai ?
Eu falei:  dar uma nadadinha 
Eles: certeza ?
mar inter santos domingo
E lá fui eu, dando de ombros e pensando , esse Núbio NUNCA vai cancelar essa prova, melhor já ver qual é a do mar.  Apesar de parecer ruim de longe, já estava lá mesmo , o que mudaria entrar antes e sentir o tamanho do problema ou deixar para entrar na hora.
Bom , lá fui eu e tentei por 15 minutos e nada,  não passei a arrebentação !!! Onda e mais onda na cabeça.
Logo voltei para praia e pensei ,  vou encontrar a turma la na transição e vamos ver o que rola , assim ta foda !!!! Hoje vai ser aqueles dias duros!!!
Volto para transição como se nada tivesse acontecido. Ai encontra um , dois , bate um papo aqui , outro ali.
Fernando , Eu , Fabio Brandão , amigo do Fernando

Fernando , Eu , Fabio Brandão , amigo do Fernando , não sei o nome.

 Resolvi voltar , ai já com uns 6 junto. Na praia já havia bastante gente nesse momento , outras pessoas no mar. Mas as condições eram as mesmas.
 Entrei , já com a ideia fixa que nada poderia me deter, me esforcei pacas,  passei a arrebentação, UFA !!!!!  Coração na boca !!!! Nadei bastante para fora, quando pensei ” ok , ta bom , agora só voltar ” Olho ao redor e ninguém junto, nenhum dos caras que entrou comigo ou qualquer outra pessoa.
Nado um pouco e já a brilhante ideia , resolvo pegar um jacaré , afinal quem foi o rei do jacaré na infância nas praias de Pitangueiras- Guarujá , nunca perde a majestade. Jacaré mode on , puta onda , curtindo , me achando o Medina, quando me dei conta do meu óculos de natação e o fim da onda que se aproximava e que como um bom surfista de ondas  já antecipei o ligeiro caldo básico que sempre ocorre no final da onda.  Logo pensei , fóóóóóódeu , não posso perder os óculos agora !!!!! Arranquei de uma vez da cabeça e desencanei do jacaré Pipe Line que vinha surfando , foi ai que a coisa ficou feia amigo !!! Puta caldo master , blaster , ultra !!!!
 Nunca bebi tanta água na vida , fora que quando sai da máquina de lavar , meio tonto , tomei outra onda na cabeça e assim foi até conseguir chegar mais perto da praia. Mas graças a deus os óculos estavam salvos. rsrsrs
 Chegando na praia , já lotada , aquela confusão , nego tentando colocar a boia e não conseguindo , reclamação geral , um monte de marmanjo com medo , meninas pedindo arrego. Olha,  tava no mínimo engraçado. E como sempre a desenformação imperava.
 Alinhamos, ia rolando uma , duas , três largadas , quando começa uma puta correria na praia , eram os bombeiros trazendo um monte de gente para margem , meninas que não nadaram e corriam como se estivem nadado (foi isso que fez o Núbio segurar todas as meninas na saída do pedal)

 Depois disso , faltavam 3 categorias para largar , incluindo a minha ,  a chuva apertou para animar um pouco , quando depois de mais de uma hora em pé na chuva e sem nenhuma informação (para que serve o sistema de som ? Para que ???) , a incrível organização resolveu largar da praia mesmo.
Tipo assim : Ou vcs ai , alinhem aqui na praia mesmo , atrás dessa risca no chão e saiam correndo, todo mundo junto e lá na transição vcs se viram ok ? Só não vale vácuo, mesmo saindo 300 pessoas juntas , ta bom ? Boa sorte
E foi nessa hora , que eu pensei , PQP o que eu to fazendo aqui ? Já não vou correr, não vou nadar , para que eu vou me arriscar nessa muvuca, na chuva  ???? Quer saber , vou comer um bom sanduba , tomar um banho e rumo a SP que eu ganho mais.
E foi assim !!!!

 

Num piscar de olhos tudo pode acontecer

Esses  últimos dias algumas coisas me chamaram bastante a atenção , fatos ou situações que aconteceram num piscar de olhos  ou seria Em um piscar de olhos ? Sei lá enfim , tudo muito rápido.

Num piscar de olhos um marginal se abaixa pega um foguete , entrega ao amigo , que diga-se de passagem ele jura que não conhece e de repente lá sei vai a cabeça de um cinegrafista, mas podia ser qualquer pessoa que estivesse passando por ali.

Num piscar de olhos uma mulher perde o controle do carro e passa a mureta do minhocão (que não é baixa) e entra no carro que vinha do lado oposto

Acidente envolvendo dois carros que colidiram no Elevado Costa e Silva, Minhocão, em São Paulo (SP), na manhã desta terça-feira (11), deixa três feridos (Foto: J. Duran Machfee/Futura Press)

 

E falando em acidente , hoje pela manhã eu e o grupo  sofremos um de bike , num piscar de olhos uma ciclista saiu da “bolinha” , local onde treinamos normalmente , sem avisar , de repente !!!  Nós , em alta velocidade , tomamos um susto e foi aquele boliche !!!!

Depois do banho, com a cabeça mais fria , fiz uma reflexão, me sinto parte culpado , pois a vi , estava prestando atenção nela , mas num piscar de olhos tudo aconteceu !!! Errado estávamos todos , nós por passar “por fora” e ela por sair sem dar sinalização e de repente!!! Mas não existe julgamento , acontece !!!

Cito aqui parte do e-mail de uma das acidentadas que diz tudo

“Tombos acontecem, fazem parte do nosso esporte, como tb os aprendizados…não existe “SE”…como na prova tb não…no Iron vou lembrar disso…rsrs” 

Comigo nada aconteceu , com a turma alguns pontos , ralados , roxos e uma boa história para contar.

 

Vamo que vamo que num piscar de olhos o Iron chega

Bons treinos

 

Uma comemoração um pouco diferente , mas MUITO legal !!! Varias fotos

Mais um ano se passou , 39 na conta !!!

Fernando - 01022014-202

Todos os anos eu sempre fiz questão de comemorar meu aniversario, esse ano não poderia ser diferente, mas com os treinos do Iron fiquei numa sinuca de bico.

Nao existe coisa mais legal que juntar os amigos , fazer uma bagunça , dar risada , enfim comemorar !!!

Resolvi então juntar uns amigos que estão na mesma pegada e organizei um aniversario ciclistico , aproveitando e fazendo um puta treino show de bola.

Acho que esse post não precisa de muitas palavras , as fotos falam por si, em breve vem um video , mas por enquanto curtam as fotos.

Vamo que vamo

Para uma melhor visualização clique na foto , ela abre e fica animal 🙂

Fernando - 01022014-26 Fernando - 01022014-42 Fernando - 01022014-45 Fernando - 01022014-52 Fernando - 01022014-60 Fernando - 01022014-72 Fernando - 01022014-140 Fernando - 01022014-151 Fernando - 01022014-162 Fernando - 01022014-209 Fernando - 01022014-224 Fernando - 01022014-233 Fernando - 01022014-236 Fernando - 01022014-241 Fernando - 01022014-215