O famoso e difícil 100%

Essa semana conversando com alguns amigos sobre treinos , provas e principalmente sobre a correria do dia-dia , vi que a grande maioria das pessoas não completa a planilha 100%

Resolvi escrever sobre isso , pois realmente este ano vinha sendo bem complicado realiza-la em 100% , e nessa semana passado eu fiz ! Ufa !!! Tudo bem que os volumes não estão grandes , mas foram 2 treinos diários até quinta , sexta off e transição no sábado.

Esse era o pedido, pelo menos, mas nessa fase pode haver algum ajuste , ainda , não foi diferente , acabei ficando bem dolorido (quadríceps) do treino de quarta e quinta de manha que tive que mudar a natação de quinta a noite para sexta. Mesmo assim sofri bastante no sábado durante o treino.

Mas fiquei pensativo a respeito disso , sobre o pular o treino. Mas vi que temos outras prioridades ao nosso redor, que muitas vezes ficam em nossa cabeça ou melhor , em nosso caminho.

No ano passado completar os 100% era mais fácil , talvez pelo nervosismo ou ansiedade do primeiro Ironman , hoje com mais bagagem você acaba se permitindo abrir mão de um treino aqui outro ali, mas que fazem falta isso sim  e muita.

Dai que vem a  frase famosa de um monte de gente que se mete nisso , “abri mão de tanta coisa ….” realmente , acaba que abre mão mesmo, mas não existe vitória sem sacrifício e isso também é fato.

Agora entrando na reta final do Challenge Maceió a ideia é ficar nos 90% pelo menos, mesmo com as coisas acontecendo ao redor que te puxam para fora da planilha.

Bons treinos e boa semana

Anúncios

Aprendendo a lidar com as adversidades e álbum de fotos Challenge Florianópolis

Medalha Challenge Floripa 2014

Medalha Challenge Floripa 2014

Salve Save galera, tudo bem?

Conforme prometido, aqui estou eu e com a medalha no peito.

Mas nem tudo são glórias, essa prova contribuiu com mais uma etapa do meu amadurecimento e evolução, tanto na vida como no esporte e principalmente me mostrou como lidar com as adversidades.

Confesso que fiquei bastante chateado com o resultado final da prova, fui muito do longe do queria e estava preparado, mas tem dia que não é seu dia e Domingo não foi o meu.

Pneu furado, cambio da bike péssimo com a corrente caindo toda hora, discussão com árbitro que quase chegou a uma briga de fato, penalização com plus da meia encharcada e por fim bolhas com pé (isso mesmo, foram tantas que na verdade as duas solas viraram duas grandes bolhas).

Na prova, assim como na nossa vida, por mais que nos sentimos preparados para os desafios, imprevistos podem acontecer pelo caminho, tornando o que era “quase certo” em algo dramático que te levam a outro rumo e com isso levando sua história para outro fim, que não o desejado.

Cada incidente ia minando minha alma, destruindo tudo que havia construído e fui em cada momento perdendo a cabeça e me descontrolando. Até que chegou um momento da corrida que desencanei totalmente, pois não havia mais nada o que poderia ser feito e resolvi “trazer para os boxes” da maneira que dava, mas desistir ??? Nunca

A maior lição de toda essa experiência , consigo enxergar hoje, dois dias após a prova e com certeza levarei para o resto da vida. É difícil se antecipar às adversidades que acontecem que não estão no seu controle, mas saber manter a calma, continuar procurando entregar o seu melhor, sem se abalar, ou melhor, utilizando isso como mais uma força para lhe incentivar e continuar em busca do seu melhor.  Essa a maior lição que aprendi de como lidar com as adversidades e para aquelas que sim estão no seu controle, ATENÇÃO !!!

Obrigado mais uma vez pela torcida e pelos votos de boa prova, Vamo que Vamo, afinal a vida é que nem a fotografia, o segredo é transformar o negativo no positivo.

Abaixo algumas fotos do final de semana

Roga e eu no Aero

Gui , Paula e Eu no Aero

Gui, Paula e Eu

Gui, Paula e Eu

Ale Ferrari e Eu na transição

Ale Ferrari e Eu na transição

Arrumando a tralha na transição

Ale, Donald e a Julia, nossa futura triatleta

Chefe do fã clube

Fotos de Toca = Uma beleeeeza

Foto Mundo Tri

Foto Mundo Tri

Ludão – tomou puxão de orelha pela bike , mas ele continua sendo o cara !!!

últimas instruções – Mar não tava para brincadeira não

Irmãos Correa , Ale e Gui

Adri Norte e Gui Correa

Na largada

Ale Ferrari , Donald, Eu , Roga

10685519_10152870267518486_5561489385576274_n

Foto Mundo Tri , Ainda não tinha dado nada errado (ainda)

10459919_10152871683728486_6062208832343616809_n

Foto Mundo Tri – Bolhas e dor sim , alegria sempre 😉

10846023_10152871686893486_52435284900514584_n

Foto Mundo Tri

10806498_10205785123136927_1955115247804825365_n

Quadro que resume MUITO bem a prova KKKK

IMG_0499

Bike check-in – Donald , Eu e Roga

IMG_0517

Paula fotógrafa oficial

IMG_0501

Entrando na T1

IMG_0500

T1- me preparando para bike

IMG_0516

Saindo para correr

IMG_0484

Kohala Coast, Hawaii é logo ali !!! É, a coisa ficou séria !!!!

 

O que começou meio na boa , meio que para me acompanhar (palavras dela) , pegou forma e agora vamos para as cabeças !!!!

A Flo está inscrita no meio Iron de Hawaii ,um dos lugares mais lindo do mundo , mas também com as condições mais difíceis para se fazer uma prova , vento (muito) , calor , umidade , enfim treta !!!!

Mas posso afirmar que uma das coisas mais difíceis é estabelecer uma meta , ainda mais essa e se engajar de verdade. E ela fez isso de verdade !!!! Falou e está cumprindo !!!! Famoso mata a cobra e mostra o pau saca ?

Parabéns para ela , muito orgulho e pode ter certeza que apoio não faltará.

Dito isso , vamos as “lombadas” nessa estrada a serem ultrapassadas :

Dedicação aos treinos , com comprometimento , saindo sempre da zona de conforto (cara, como isso é difícil) , preguiça zero

Gerenciar a ansiedade !!! Outra grande dificuldade , haverão dias que o trabalho não permitira o treino , as dores , a sensação que a coisa não evolui , enfim …..

Fazer as provas intermediárias, principalmente para dar volume e ritmo de prova , em Outubro faremos juntos a Tristar no RJ e já é um excelente caminho , quem sabe o Internacional em Santos em Fevereiro.

E por fim e talvez uma das grandes dificuldades será chegar lá fisicamente, já que são pelo menos 24 horas de viagem. Estaremos em Floripa , pois a prova é no final de semana depois do Iron Brasil , portanto acabo o Iron , arrumamos as malas e seguimos para Guarulhos direto (eu me arrastando lógico) , depois Dallas , LA , Kona !!! Ufa…….

Com atrasos , compra de passagens (datas disponíveis) , etc estou calculando chegarmos lá entre quarta e quinta , assim vai dar tempo para ela descansar , arrumar a bike , se acostumar com o fuso e fazer alguns treinos por lá!!!

Ai faremos uma semana de férias juntos depois da prova , os dois com certeza com sorrisos enormes e uma sensação maravilhosa de dever cumprido e quem sabe planejando o próximo desafio. Eu pelo menos estarei…..

Imagem