Asfalto molhado = cuidado dobrado

O final de semana chega , feriado em SP , mas trabalhava na sexta, só não deu para fazer o longo de natação. Mas deu para fazer algo que não fazia faz tempo , jantar e cinema com amigos queridos , fomos assistir as aventuras de Pi e recomendo!!!

Sábado marquei de encontrar dois amigos (Thiago e Renato) as 9 , assim daria para começãr as 7:30 e dormir mais um pouco e ainda ter compania para treinar. Perfeito certo ? Mais ou menos……

Acordo sábado antes do despertador , me sentindo ótimo , pronto para encarar os 120 km fora da estrada , em uma mistura de ciclovia e USP e com ceretza um excelente treino psicológico também.

Chego na USP , olho o céu e realizo , vai chover !!!! Mas vamo que vamo , que não está chovendo ainda e o pedal é longo.

Bastou andar 10 km na ciclovia que cai o mundo e assim foi por bastante tempo , mas em momentos a chuva parava e em outros apertava. Logo veio na minha cabeça , CUIDADO , piso molhado = PERIGO.

Ao mesmo tempo ficava pensando (lá perto de Interlagos) ” porra ta longe , o que faço ?” “encosto aqui e espero para sempre ” , “entro no trem e vou até a estação da USP” , ” volto devagar , muito esperto até a USP e fim ao treino ” Qual vcs acham que escolhi ?

46 km´s pedalados , já sem chuva , dentro da USP com chão molhado e rumo ao carro , conciente que ninguém veio treinar , o meu treino estava encerrado e bola para frente, quem sabe um treino de musculação na academia.

E na última curva , a 30 metros do carro , MUITO de davagar que o asfalto chegou literamente perto rapidamente . Capote !!! A frente saiu e eu tomei o maior rola.

Fora o susto, os arranhões e as dores no corpo durante o final de semana inteiro , tudo bem !!! Pronto para outra 🙂

Anúncios